Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥Uma imagem, 140 caracteres... ♥




Minha participação para o Uma imagem,140 caracteres  da Silvana Mari.

(((o)))o(((o)))o(((o)))



Os bancos desertos.

A névoa ainda presente.

Natureza lá descansa.

Logo, crianças, casais, disputarão o lugar!

Quando o sol chegar, a alegria!


chica


♥ Os ossinhos da "véinha",rs... ♥



A véinha passa o dia,
corre pra lá e pra cá
à noite, começa a agonia
cada ossinho a estalá...

É creck, crack,cré
estalos doloridos de matar
creck, crek,cré
só passa se ela levantar!

Assim a véinha vai passando
remédios não aguenta mais
com eles ,apenas inflando
melhoras, essas jamais!!!

Por isso, é melhor aceitar
a vida  lhe deu o modo de dançar
e essa a "música" ela vai aceitar
mesmo com os ossos a estalar...

E assim  lá vai a véinha
voando, caindo, levantando
O bom é que sua cabecinha
por enquanto, tá ainda funcionando!!!

Enquanto ela funcionar
muito cré, cré, cré...
sei, não vai parar de "dançar"
pois teimosa, também sei que ela  é!!!

* Imagem daqui  mas os ossinhos da véinha estão bem recobertos, por uma camada de graxinha,rssr...

* Republiquei pois vi que tem muita gente dos novos que acompanham que ainda não viram.Foi publicado em 2011.

Hoje é domingo e vale mais ainda brincar,rs  bjs, chica

♥ Família sempre, com sol ou chuva...♥



Essa é minha participação na BC da Norma , em comemoração do niver de 5 anos  do seu lindo e tão querido blog.

Deixo esse carinho para Norma e seu blog que olha a família. PARABÉNS!



Desejo muitos anos por aqui juntas , blogando, interagindo e sendo felizes assim...

O tema é FAMÍLIA.


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Família sempre, com sol ou chuvas...

O casal se apaixona, namora, casa...
De tanto amor, da casa dos pais voa, cria asas..

Nem muito tempo depois , ou
outros sabendo bem esperar,
um enjoo, gravidez...
Bebezão está por chegar!

Chega e a casa toda a  mudar.
Mas a alegria,tão grande,
faz do amor, em cada canto morar!

Chega um, outro, outro, mais um...
-Nooooooooossa! Vocês não veem televisão?
Isso era o que o casal ouvia,
mas viver os momentos dava muita emoção...

Filhos crescem, namorados,namoradas...
Viramos sogros e ops, quanta mancada!
Cada um que pintou em nossas casas,
falar nem dá! Mas eram uma bela  "roubada"!!!

Nossos "pintinhos" não podiam ser pra qualquer "milho",rs...
No mínimo, tinha que boa gente mostrar e ser...

Enfim, casam, descasam, separam, uma "nhanha"...
O tempo passa, relógio da vida  dispara...
O casal apenas acompanha...

Chegam os netos, um a um, de montão..
Tudo é felicidade! Netos de todas idades!

Netos crescendo, desenvolvendo,todos  um amor!
Mas famílias não são como os comerciais de margarina...

Para chegar ao ponto daquele casal lá do início da história,
sozinhos ,tranquilos, a vida poderem curtir...
Muito girou a roda da vida, muito trabalho, preocupação...
E ainda hoje, esperam aquele dia, que nem sabem se há de vir!

Mas as alegrias são bem maiores do que qualquer tormento...
Valeu tudinho! E lembranças  dos ruins e bons momentos
fazem parte da vida da família...Mas nela, há amor e
dele não abrem mão, nem nos piores acontecimentos...

Aliás, é neles que  a família mais se une, mais cresce...
O amor, que circula,ainda que em meio aos problemas
faz tudo melhor suportar, e aí, tudo de mal, até se esquece!!!

Pode tudo acontecer, podem até sustos da vida levar,
Se a nossa base é forte, haveremos de tudo suportar!

Enquanto houver amor, enquanto houver vontade de junto estar
a casa do casal, pode a todos acolher ou se preciso, ajudar!!!

Vão juntos sempre, olhando na mesma direção
o casal tá já velhinho, mas  da família, não abre mão!

chica

♥BC Você decide o final... ♥



Essa é minha participação na BC Você decide o final lá do MESA DE CONVERSA:


A história dada, a inicial é essa abaixo:

Quem conhecia Dona Evelina, não dizia que ela tinha 72 anos. Cabelos grisalhos desde os 40 era conhecido como o seu charme, ela costumava dizer que Deus havia pintado o seu cabelo para sempre. 
Casara com Dagoberto muito cedo e apesar de terem a mesma idade, todos diziam que Dona Evelina parecia mais nova do que ele. Ele era dono de um famoso restaurante do Rio de Janeiro e ela apenas o ajudava na administração de tudo com o único filho do casal, Estevão. 

Quando completaram 51 anos de casados viajaram por todo o Brasil, conheceram Portugal e o Egito. No outro dia quando chegaram de viagem Dagoberto passou mal e chegou a falecer. Engana-se quem pensa que Dona Evelina deixou-se abater. Acreditava em vida após a morte e sabia que o destino de Dagoberto seria bom, pela pessoa que foi em vida. Depois da missa do sétimo dia do marido, Dona Evelina desfez de tudo o que pertencia a ele. Trocou móveis do apartamento, derrubou paredes, pintou paredes, mudou quadros e não queria nada que lembrasse o marido falecido. 

Decorou a casa com arranjos florais, passou a organizar jantares com amigas, entrou na academia e se matriculou em um curso de informática. O que Dona Evelina queria mesmo era viver a vida. Com um único filho já casado e agora viúva, nada poderia detê-la a ficar em casa oprimida. Passou a ir com mais frequência a praia com as amigas, para o cinema, para a sorveteria e passou a amar navegar na internet. E foi pela internet que Dona Evelina conheceu Ugo, um rapaz de 34 anos, sobrinho de uma amiga dela. Descobriu que Ugo era solteiro e trabalhava como arquiteto. Marcaram de se encontrar e depois de um tempo em segredo, perceberam que já estavam se gostando e namorando.


- Amanhã, vou te apresentar ao meu filho Estevão. Ele vai te adorar.


Ugo estava radiante, finalmente encontrara o amor da sua vida. Já havia namorado garotas da sua idade e a experiência não foi tão legal. Claro, ele estava preparado para enfrentar os preconceitos tanto da sociedade, quanto da família e dos amigos. No outro dia pela manhã Dona Evelina levou o namorado para apresentar ao seu filho Estevão. Estevão não esperava aquela situação. Ficou assustado. Levantou-se da cadeira e falou:


- Namorado? Como assim, mamãe?

(Continue a História) 


A minha conclusão  é essa:

_ Ora mamãe!  Mas como foste descobrir esse sujeito?

Nem sabes se ele não é daqueles  conhecidos por dar  golpes em velhinhas, viúvas e  que estão sempre a fim de arrumar o seu lado, enriquecer  à custa delas...

Não acredito que na tua idade, andas te envolvendo com  rapazes que poderiam ser  teus filhos.Pobre papai!

_ Quantos anos tens, pergunta Estevão ao namorado da mãe.

_ 34! Responde ele.

 _Então, mãe, o que  pensas que ele quer contigo? Só a tua grana!!!

 D.Evelina disse que era conhecido de uma sobrinha de uma amiga e tal e coisa! Que soube que era arquiteto e muito bem de vida...

_ Qual das tuas amigas? Interroga o filho.

_ Penélope!

_ Penélope? Aquela da cobertura  linda   no Morumbi? Está explicado! Vou te mostrar que de arquiteto ele nada tem...Apenas ESTÁ ARQUITETANDO mais um golpe dos seus...

Ao ouvir isso, Ugo, o namorado, sem  despedir-se se retira. Nunca mais apareceu, nem telefonou!

Mas Estevão continuou a investigar e descobriu que estava certo! Sua mãe  escapou de uma boa!!

O rapaz , junto com Penélope tinha uma agência funerária e por lá passavam todos os dados necessários das viúvas e viúvos. 

Cada um deles "trabalhava" na sua vez; Ela era candidata  para os viúvos e ele, às viúvas. E, ao contrário dos seus clientes na  funerária, eram , ou se achavam, muiiiiiiiito vivos!!!

Estavam nas redes sociais e apareciam como quem nada quer e conseguiam pegar as vítimas.  

Tudo demonstrado para D.Evelina, essa aceitou e agradeceu ao filho, prometendo ter mais cuidados.

Agora, passava o tempo na internet fazendo joguinhos de palavras, quebra-cabeças que o filho tratara de lhe "apresentar"...

E, quando saia com amigas e algum homem delas se aproximava, tinha um outro olhar...
Estava ressabiada...Não queria mais complicações.Sabia que tinha um filho que gostava muito dela e lhe cuidava...
O que mais precisava?
Já tinha aproveitado tão bem sua vida e agora, aos 72 anos, não mais se envolveria...

Apenas brincaria!!!

E, após uma dessas "brincadeiras", ela apresenta ao filho o Dr. Pereirinha, um velho vovô ,de bigodes e cabelos branquinhos, sorriso alegre ,simpático e pareciam se dar muito bem...

_Essa mamãe! - pensa o filho!

Papai deve ter morrido logo após a chegada da viagem,  já imagino o motivo, pensa alto ,sorrindo. 

 E saiu, deixando os dois ali conversando e rindo!

(((o)))o(((o)))o(((o)))

E vocês, tem outro final para a história dada? Apareçam lá no blog  Mesa de Conversa e participem!

beijos,
chica








♥ Semear, ver crescer... ♥


Numa janela bem enfeitada
vasinhos de violetas moravam...

Cortina de renda , passando  lá  fora
o que existia lá for dentro se podia  ver!

Os vasinhos de cerâmica, já bem usados
cuidados com esmero e carinho...

Quem por aquela casa passava
a linda janela sempre parava para ver...

Os moradores da casa, velhinhos,
sempre unidos,sentiam-se como os vasos...

Sabiam por fora estar velhos,
até parecendo mofados...

Mas por dentro, sabiam que
neles sementes ainda veriam crescer!

Assim animados seguiam  vida...
Sem flores não conseguiam ficar!

Enquanto vida e saúde tivessem,
muitos vasos por eles haveriam de passar..

Pensar no depois, na janela vazia?
Isso, de forma alguma,  lhes tirava a alegria...

Sabiam que tudo na vida tem seu tempo...
Enquanto pudessem, o fariam...

Mais tarde, bem entendido,  era mais tarde...
Para que nisso pensar?
Tinham tanto a fazer no momento!

E seguiam assim  removendo as terras, plantando...
Sempre  com o adubo do amor, tudo recheando!

chica


♥ A neblina... ♥





Minha participação para o Uma imagem,140 caracteres  da Silvana Mari.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Na estação, ansiedade.

Tão logo o trem chegar, teremos , como ele, passado pela cerração forte que nublou nossas vidas.

O sol nos espera!


chica