Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥ Uma imagem, 140 caracteres... ♥


Encosto a mão no vidro da janela, vejo a chuva que lá fora corre.
Sinto frio aqui dentro!

Em cada gota dela, a saudade de mim escorre!


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Participem também!  Basta clicar na Silvana e ou Mari

♥ Mensagem amiga... ♥



Nevascas acontecem.Por vezes até avalanches...

Olhar para a paisagem desoladora, para a solidão e ter a certeza que nossa luz está acesa, não importa a que custo é sempre importante, lembrava Rosa!

Ela sabia de tudo isso, porém,em certos momentos, bloqueava as "entradas"...

Deixava-se atingir por cada floco que lhe atingia...
Paralisava, ficava inerte, apenas alimentando dor e sofrimento dentro de si. Com isso, consumia-se, perdera a alegria, a graça  e nada mais lha entusiasmava...

 Sabia-se assim, doente. Nada falava aos que lhe rodeavam, nada para ninguém dizia!Apenas ruminava os problemas.

Saber preservar a entrada de nossas casas "iluminadas e abertas "para o bem, ainda que tudo ao redor esteja a mostrar o contrário é preciso.

Que Rosa assim o consiga e faça! Senão, Rosa ficará sem "pétalas"...

chica

♥ Sob o vestido... ♥


Minha participação no Momento de Inspiração da Mamyrene:

 Participem também!


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Vanice era linda.

Usava sua beleza para lhe abrir portas na vida...Sabia ser bela e disso aproveitava-se.

Passava por cima de preceitos, normas, usava e abusava.

Cedia aos pedidos masculinos, mesmo sem importa-se se conhecidos, maridos de amigas...Nada lhe importava. Bastava apenas subir na vida...Fosse como fosse!

Assim ,mesmo ainda nova, tinha ótimas condições financeiras.

Mais ponderada agora, estava finalmente num relacionamento sério, pela primeira vez na vida.  E chegara o dia, em que se casaria com ele, Batista.

Ainda em sua casa,onde aconteceria a cerimônia e  recepção aos amigos, senta-se e pensa.

Olhando para a grande roda da saia de seu vestido de noiva, um certo sentimento de inquietação lhe toma conta do peito e questiona-se:

_Será poderei eu ter direito à felicidade após ter desfeito tantos relacionamentos?

_Será tenho o direito de ser feliz, tendo usado e abusado de tantos que pela minha vida passaram?
Olha novamente  e pergunta-se:

_Quanta sujeira tenho guardada sob esse vestido? Quantos segredos terei guardados  para iniciar esse relacionamento de verdade?

 Enquanto pensa, ouve o movimento na sala principal de sua mansão, enchendo-se de convidados.

Chega a hora...

Mas e Batista? Onde estaria que ainda não aparecera?
A ansiedade tomava conta agora... Todos já estavam ali, quando Batista chega, provocativamente, de mãos dadas com Jurema...

Ela quase não acreditava naquilo...Mas era o que tinha para ver.

Batista fora o único que planejara um golpe, como ela sempre fizera e Jurema, era a ex-esposa de um dos tanto quantos tiveram seus casamentos arruinados por sua presença  e intromissão em suas vidas.

Agora chegara a hora do troco da vida...E que momento esse troco esperara para chegar!

Soberbamente, sem perder a linha, Vanice sai da sala.

Deixa a incumbência de avisar os convidados  e  celebrante ao encargo da  cerimonialista.  Sai dali, vai ao seu quarto...

Com uma tesoura corta aquela cauda em pedacinhos. Um após outro.  Nessa tarefa não derrama uma lágrima sequer...

Pica tudo, coloca numa sacola... Pega seu carro, dirige sem rumo até chegar em um cemitério...

Lá, diante de um  túmulo , acende um fósforo e espera até o último pedacinho do vestido virar cinza...
Sai dali, olha para o relógio.

_Ainda dá tempo,pensa friamente!

Dirige rapidamente para uma balada onde jura fazer de tudo para  recomeçar sua vida.

Não quer mais subir na vida. Já não precisa disso! Mas seguirá o seu rumo, como antes!

Fará de tudo para estragar quem por perto dela mostrar ter amor.

Sem atenção,dirigindo velozmente, foi ao encontro de um caminhão, também em alta velocidade.
Choque fatal para ambos, carbonizados...

Só assim morre a amargura que morava em seu peito!

Vanice não foi feliz, estragou a felicidade de tantos, pagou por isso...

Na cidade, no dia seguinte, era o fato mais comentado!  De uma ou outra forma, ela conseguira chamar a atenção mais uma vez.Nem lhe importava se por bem ou por mal.

Fato é que ninguém falava algo bom ao seu respeito...

Vida que ganhou, usurpou, desperdiçou...

E, agora, como as cinzas de seu vestido rodado, pelos ares se espalhou!

chica

♥ Pedido ♥


Essa é minha participação no projeto Uma imagem, 140 caracteres, do blog da Silvana e Mari:

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Briguem vocês adultos, mas me respeitem!
Apesar dos meus onze anos, ainda sou criança!
Sou capaz de tudo saber, mas nem tudo entender!

 chica

♥Nas ladeiras da imaginação! ♥

Imagem daqui

Ladeira abaixo, para as crianças uma verdadeira folia..

Desciam correndo, depois a subida era cheia de apostas...

O primeiro, ganharia!

Tantas vezes a  ladeira, pela família percorrida...

Hora da escola, compras, vai e vem e nem sentiam a subida...

Hoje, nem mais ladeiras, nem mais folias...

Crianças cresceram, tudo de carro é percorrido!

Insegurança da  cidade tomou conta...

Se caminharem, correm risco.

Se carregarem suas sacolas pesadas, podem pelo bandidos, serão, certamente roubadas...

Se de carro forem, ao estacionar, descer ou no carro de volta entrar, podem ser rendidos...
Por quem? Ora! pelos bandidos!

Ela então, nas ladeiras de sua imaginação, corre.  Corre muito. Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiivre!!!

Agora pode correr, agora pode brincar !

Ainda bem,! A imaginação, essa . pelo menos  por enquanto, ninguém a pode roubar!


chica

♥ Saudade... ♥



Essa é minha participação na BC  da Silvana e  da Mari

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Sozinho na praia, saudades do vovô!
Ele dizia que se cavasse muito, chegaria ao Japão!
Será ele foi pra lá! Faz tanto não o vejo! Vou tentar!


beijos, lindo fds!  chica