Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥ Um refrão... ♥



5ª Edição Musical  do Bloinquês-

Tema: ♫ Eu quero você aqui comigo ♫

(((o)))o(((o)))o(((o)))


♫ Eu quero você aqui comigo ♫
sem ti não posso viver!
Você é o meu grande amigo
sem ti, como é que vou fazer?


Assim cantava Lola.,irritando a todos que perto dela passavam.
Com sua voz esganiçada, parecia fazer tudo por lá tremer...

Com seu fone de ouvidos,  as reclamações nem mesmo ouvia.
E assim, continuava a escrever e cantar... 
Cozinhar e cantar,  lavar roupa e cantar. 

Sempre o mesmo refrão:

♫ Eu quero você aqui comigo
sem ti não posso viver!

Os pais e irmãos estavam preocupados.
Quem seria aquele grande amor?

Ficavam agora muito mais "antenados"
cuidando os passos de Lola, até pelo corredor...

Lola nada dizia, nada falava, nada respondia...
Apenas a cantar continuava...

O pai, sisudo, agora furioso a chamou:
- Lola, por quem estás assim apaixonada?

Porque não contas para nós, só queremos o teu bem!

Lola, parecendo atônita, como se nada entendesse, retira os fones do ouvido, presta bem atenção!

O pai repete a pergunta:

_Lola, por quem estás assim apaixonada?

 Lola, ri...Está até atordoada.

Como pode tanta preocupação? E que ela havia feito?

 Para surpresa geral,após a insistência, responde:
Eu canto, feliz e agradecida apenas!

_Como assim? Agradecida? A quem?

- Ora, eu canto ao meu alto astral e espero que esse não me deixe nunca.  Me faz bem, ajuda a tudo na vida enfrentar, sem a cabeça esquentar.

A família a olha, abraçando-a e ela logo sai dali a cantar:

♫ Eu quero você aqui comigo
sem ti não posso viver!

Todos só podem com ela concordar e a deixam assim seguir.  
Tomara Lola cante e possa agradecer por muito tempo ainda! 

chica

♥ O mal entendido... ♥





Karen sempre se achava o máximo, a mais linda e conversava como se estivesse sendo observada por uma platéia, que não a via, mas apenas admirava.

Admiração era o mínimo que ela esperava dos outros à sua pessoa.

Um dia retornando da aula, junto com as amigas, passa um carroceiro e claro, seu cavalo.

Ela e as colegas todas rindo e brincando, felizes com o término da aula.

Ouve-se um assovio e Karen salta na frente e diz às outras:

_Nem eles , com sua simplicidade, deixam de ver minha beleza!

 As outras se olharam, sentindo um certo nojo, pois não suportavam gente exibida...

Mais um assovio...psssssspssssssssps...

E, com ele,  a certeza: 
Ela estava enganada!

Não havia sido  para ela...Acreditou, se envaideceu mas foi tudo um grande mal entendido.

Ele fazia um assovio, característico para "falar" com seu cavalo...

As outras, claro, fizeram questão de lhe  mostrar o engano e esperavam que após aquele episódio, ela tivesse aprendido, com aquele homem "simples" na sua concepção, que não era tudo isso!!! 

Mas, no dia seguinte, na hora do recreio, lá estava ela, no banheiro, falando com seu espelhinho de bolsa:

_Sou linda, sou linda!!!

Às colegas, não restou outra conclusão:
Narcisistas são chatos de plantão! Essa era a verdade!!!

* imagem daqui

♥ O raiozinho de sol... ♥

Madeleine, sentada ,triste, olhava para sua casa e viu o filme em sua cabeça passar...

Viajou nas lembranças...Foi longe, até um passado relativamente perto, mas tão distante...
.............

Era inverno, fazia muito frio, mas o solzinho lá fora aquecia as peças da casa.

Todo tempo que ele aparecia, era aproveitado para dar luz e calor ao ranchinho de Madeleine e Jonas.

Ambos trabalhavam muito, haviam deixado as casas dos pais para morar juntos, vivendo o seu amor.

À noite se encontravam e, apesar do cansaço, curtiam o merecido descanso e os momentos juntos.

Mas, naquela noite, quando Madeleine retorna para casa, encontra Jonas deitado, ainda com suas botas de trabalho, roupas sujas e com os olhos inchados de tanto chorar.

Ela se assusta e já em seus braços, assustada, fica sabendo que ele fora demitido.

_ E agora? Questiona o marido? Como haveremos de fazer para pagar nosso aluguel e contas?
O teu salário é pouco e não conseguiremos sobreviver apenas com ele.

Assim, após o susto,Madeleine disse então:

_ Ora ,Jonas, arrumarás outro trabalho, verás!

_ Não é fácil, não será fácil!

A partir daquele dia, Madeleine saía de casa cedo, trabalhava e chegava em casa onde, além de ter tudo por lá  esperando por ela para fazer, via Jonas com olhos esbugalhados, aparência suja e rosto com barba por fazer.

Jonas havia se transformado , se nada fizesse , seria um mulambo...

...................


Já de volta dos pensamentos, via a casa que agora, que estava sempre fechada. Faltava vida nela!

Rezava todas as noites e pedia ajuda para Jonas, que ele tivesse coragem e cabeça para em frente seguir...

Pedia uma força, uma ajuda especial para que ele voltasse a acreditar nele, voltasse a ser o Jonas que conhecera e escolhera pra junto viver...

E, em meio à uma noite, com muitas chuvas e temporais, batem à porta...
Era o vizinho da casa mais próxima que, desesperado, pedia ajuda , sua esposa estava mal e precisava que fossem buscar socorro na cidade...

De imediato, Jonas apenas coloca uma enorme capa de chuva, entra no velho carro que tinham, quase nunca usado, mas que servia para essas horas.  Foi até a cidade, trouxe o médico que atendeu  a vizinha, fazendo-a voltar para vida! No trajeto, conversou com o médico, falou de sua situação e dificuldade de encontrar emprego. Apenas não mencionou o verdadeiro motivo: não o procurava.

Os agradecimentos dos vizinhos foram muitos e daquele dia em diante, Jonas passou a mudar.  

Dias depois, levou a mulher e o vizinho que não tinham carro à cidade para uma revisão o doutor. Ia e voltava sentindo um grande bem estar dentro dele.

 Numa dessas idas para a consulta da mulher, ao lá chegar, recebe uma proposta de trabalho do médico, que estava sem  funcionários num sítio e precisava gente que conhecesse o trabalho, sem precisar que nada lhe fosse dito.
Oferecia um ótimo salário , assistência médica, em troca de que o sítio ficasse em condições de produzir frutos, verduras e tudo mais.

 Convite aceito, trabalho assumido e Madeleine  exultava de felicidade.  Agora, os dois saiam cedinho novamente, tudo andava bem.  

A casa?  Agora irradiava alegria e novamente o sol por ela entrava...

Já chegara a primavera e flores pelo jardim se podiam ver florescer.

Mas, a mais linda flor , cultivada naquele ranchinho onde o amor voltara, pelo visto, ainda demoraria para florescer...Seria o fruto do amor que soube junto enfrentar as dificuldades... 

Ainda faltava muito, mas os primeiros sinais apareciam...Madeleine enjoava, mas mesmo assim, agradecia a chance que tinham ganho...Era  um presente! Seria mais um raio de sol a enfeitar por lá!

No momento que Jonas sentiu-se novamente útil, foi capaz de tudo...

Até mesmo de aumentar a família que veria a luz do sol brilhar sempre por lá! Era o que pediam e agradeciam a cada dia!

Vi aqui



♥ Segredos de Carnaval! ♥





Ed.Conto/Crônica do Bloinquês

Frase /tema: "Foi quando ouvi aquele disparo".

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Era Carnaval.

Rosa e Lina, irmãs que sempre estavam juntas,  animadas preparavam elas mesmas, as fantasias para os bailes de salão da sua pequena cidade.

Naquele ano, escolheram fantasiar-se de marinheiras.

Assim,com poucos gastos e aproveitando quase tudo o que em casa tinham, conseguiram aprontar as roupas e estavam lindas. A juventude ajudava e as fazia brilhar...

Já no meio do salão, em plena festa, Rosa bufava.

_Lina, estou de saco cheio daquele "melado", com roupas e máscara de Popeye ! Ele está bêbado e  cada vez mais inconveniente. Estou sentindo seu cheiro de podre...

Parece que vai explodir alguma coisa dele, ou por cima ou por baixo...
Vou sair daqui!

_Ora, Rosa, estás sempre achando isso e aquilo. Sossega o pito,relaxa e aproveita a festa!  Nem dá bola!

_ Só mais um pouco respondo por mim! Estou avisando!  Logo te deixo aqui ,se quiseres ficar ou saio e volto com esporas nas sapatilhas e, com elas, se ele me importunar novamente,darei o meu jeitinho ...

Assim, os cordões  continuavam a pular e sempre que Popeye via Rosa, chegava perto, dava as mão  e  queria sair pulando com ela.

Rosa  tonteava apenas do seu " bafo" e bufava mais e mais.

Assim, sem mais um aviso à Lina, resolveu  se retirar dali e sentar num sofá,   em outro salão,  longe daquele barulho que já a irritara.

Lá sentada, sentia alívio e esperava Lina que sabia, adorava a festa e seria uma das últimas a querer deixar o salão.

Estava quase cochilando ali mesmo quando aparece Lina e lhe diz:

_Rosa, sua danada!  Te achei!  Perdeste uma boa! Adorarias ver!

-O que foi?

_Sabes o nojentão, o  teu Popeye?

_Meu? CREDO!! Sai de mim!!!

- Pois bem, eu estava pulando no salão com um rapaz bem legal, educado  e gentil. Estava adorando e foi quando ouvi aquele disparo... Parecia um estouro da boiada... Levei um susto!

Olhei bem e lá estava o Popeye que corria  atrás de uma "Olívia Palito", caiu sobre ela e disparou...

Literalmente disparou! Pobre moça!

E foi por cima e por baixo, ali mesmo no salão.

Uma cena deplorável e ele,  bêbado e  ainda por cima , todo borrado, escorregando na sua "maionese", tentava dar uns passos  e caia novamente e....

Rosa não aguentou ouvir mais.  Só de imaginar a cena, morria de rir e sentia-se bem vingada!  Ela bem que imaginara  essa cena...

-  Ele deixou o salão "empestado"...

Vamos embora? diz Lina.

Assim, acabou com a folia mais cedo por lá...

Rosa e Lina foram embora juntas e Lina lamentou o ocorrido,pois estava adorando...

Rosa, já em casa, após um bom banho , deitou, dormiu e sonhou com o mascarado  Popeye. E aquele sonho se repetiu por três dias.

_ Vou jogar no número dele, pensa!

Quando chega no balcão, diz que quer jogar no número do PORCO.
E comenta com o atendente simpático o motivo que a levara a pensar em jogar.

Notou que o rapaz ficava vermelho, amarelo, roxo...

Ela não entendia o motivo,mas o pobre rapaz, perdera ali, todas as chances de se aproximar, como fazia há bastante tempo, a cada vez que a via por lá. pagando algumas contas...

_ Se ela sonhasse!!!Pensa ele!

Dias depois, ao ver o resultado da loteria, ele foi procurá-la dando a notícia que havia ganho uma boa graninha com o sonho...

Ela o tratou muito bem! Estava feliz e, como recompensa por ter sido ele quem a atendeu na comprado joguinho, resolveu convidá-lo para um jantar.

Desde então, Lina perdeu a parceira de festas. Agora Rosa e Heitor estavam se conhecendo e cada vez mais se encontrando bem juntos...

O segredo de Heitor?

Nunca seria revelado...

Caberia ao tempo ou à ela mesma descobrir sozinha...

Mas agora, já seria motivo de boas risadas que, por certo, os aproximariam mais ainda!




♥ Uma certeza... ♥





 3ª Edição Conto/Crônicas - Bloinquês

Tema: "E quando pisei naquela terra nova, o que senti foi indescritível."

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Rita, apesar de bem jovenzinha,  passava a vida desejando ver a paz e o amor vingarem em todos os lugares.

Ficava horrorizada com as tragédias que presenciava, sofria com cada uma das tristezas, falta de segurança que percebia em sua e na vida dos que lhe eram caros e próximos.

Sua família notava que ela era um pouco diferente dos demais e até se preocupavam com isso, pois achavam estranha sua conduta para a idade.  Enquanto os demais amigos de sua idade curtiam baladas e festas, ela preferia recolher-se mais cedo, cuidar de crianças em hospitais e fazer trabalhos voluntários.

Cedo, no entanto, faleceu...
Não sofreu nada.Apenas como num sopro, se apagou.

Todos tristes e inconformados na casa. Ninguém mais sentia vontade de nada fazer. Os pais, pareciam nem mais se amar. Os irmãos, perderam o viço. Estavam completamente sem graça ara nada!

Porém uma noite, enquanto sua mãe, dona Sônia dormia, Rita lhe aparece em sonho.  Estava linda, esfuziante, brilhava.

E lhe disse:

_ Mamãe  vim te dizer que te amei muito e ainda amo. Estou bem, muito bem.  Encontrei o lugar desejado e quando pisei naquela terra nova, o que senti foi indescritível!  Não podes imaginar!

Reencontrei o Maneco, lembras dele? O teu filhinho que aos dois meses se foi, encontrei vovó, vovô. Estou bem cercada  e por aqui, só amor e Paz, como eu tanto busquei...

 Por isso, relaxa. Não fica triste.  Recomeça tua vida e faz com que todos assim o façam. É disso, das boas energias que vocês me alimentam. E com elas, cada vez mais fico bem e brilho...

Dizendo isso, Sonia sente um roçar de lábios em seu rosto e acorda.   Sente-se estranhamente feliz.

Agora, saberia recomeçar,tinha certeza! E mais, percebera que contava com um anjo iluminado para lhe vigiar...

Sentia-se forte e com certeza, passaria essa aos demais que dela tanto precisavam! Iniciou acordando seu marido com um beijo e uma abraço como os de antes...Até entre eles, estava disposta a fazer tudo renascer novamente.Até os passarinhos, conseguia novamente perceber ,ver e ouvir...

E assim foi.  A certeza de estarem bem e com isso deixar Rita bem feliz lhes fazia bem...

E, na certa, Rita, de onde estivesse,agora  sorria!